quarta-feira, 13 de outubro de 2010

"Isso é só uma questão de opinião!"

Dia 28 de setembro - Dia da Luta pela descriminalização do aborto na America Latina.

É meus queridos cafeínos, o dia passou sem ser percebido por muitas pessoas. Mas graças a política o tema vem à tona.
Serra e Dilma se colocam na mesma posição perante ao assunto, ou seja, não fazem nada para a solucionar o problema, julgam o que acreditam ser o certo conforme as suas cresças. Acredito eu, que assim seja com todas as pessoas que habitam a terra.
Primeiramente, o fato deve ser analisado fora da sociedade religiosa, qualquer religioso fervoroso que decida definir esse assunto perante a lei divina, será contra e muitas vezes injusto.
Uma criança de 13 anos não é capaz de criar, sustentar, nem educar outra criança. Isso é um fato, além de tudo é um risco para a saúde da jovem, mas para a religião esse ato é insano e passivo de desconjuro, então ouvimos a seguinte frase: "Se Deus está querendo assim, que seja feita à sua vontade"
Quando Cristo desejou que todos tivessemos humildade, amor ao próximo, respeito, união e N sentimentos  que nos fariam uma raça perfeita, ninguém gritou: "Que seja feita a sua vontade"!

Sinceramente! Sou da seguinte opinião, que seja feita a vontade de quem esta envolvido na situação, e que essa vontade não prejudique ao próximo, nem a si mesmo.
Todos nascemos com poder de escolha, comer ou não a maça. Pecamos não ao comer, e sim ao persuadir nosso... digamos "irmão" a come-lá. O pecado não estava na serpente, mas sim na ação do ser humano, no ato que antecedeu o pecado que por sua vez não foi único. Como tudo na vida, necessitamos que o outro faça parte também em nossas besteiras.

Será que o Brasil está capacitado para julgar o que uma mulher deve fazer com seu corpo?
Se não conseguimos julgar um preso, mesmo ele sendo inocente, será mesmo que Lula, Dilma, Serra e companhia limitada conseguiram dar um jeito nessa polêmica?
NÃO!
Essa é a resposta que todos evitam, mas que está na cara, na roupa e na vida de todos. Basta tentar entender a cultura onde se vive, para então perceber que o aborto nunca será algo bom para as pessoas no geral. A não ser para aquela pessoa que perderá sua vida e correrá risco de morte aos 13 anos de idade.
Não sou a favor da liberação, até porque no Brasil tudo vira bosta, já dizia minha querida Rita Lee, mas também não sou contra. Acho que cada situação é única, vale a pena analisar cada caso cuidadosamente, antes de sair julgando, baseando-se em pequenos conceitos culturais / religiosos.

E vocês o que pensam? O Brasil é capaz de julgar alguma coisa? Lembrem-se que o número de abortos entre 2007 e 2009 foi de 3,1 milhões, além desses números serem altos, não podemos esquecer a quantidade de mulheres que morrem por não desejam ter um filho.
Diminuir a quantidade de aborto, é um dilema para sociedade brasileira que não consegue colocar na cabeça dos jovens que eles devem usar camisinha não só para proteger-se de gravidez, mas também contra doenças sexualmente transmissíveis.
O governo não teve e nunca terá o poder de educar a sociedade se não começar a agir por outros meios, e se a sociedade não começar a expandir sua mente, e a agir de maneira diferente nunca exitirá a tão aclamada frase da bandeira "ORDEM E PROGRESSO".

Espero ter ajudado todos a pensar sobre o assunto, mas e aí? É com vocês cafeínados!
Beijos, e até a próxima!

Fonte:Vio mundo , Nani Humor e Jornal de Negócios

6 comentários:

  1. Olha, sou super a favor do aborto..Prefiro aborto ao passar fome..Eu mesmo se engravidar por agora, tiro bem feliz! Bju

    ResponderExcluir
  2. Acho que não tenho muita vontade de fazer post sobre aborto, esse é um assunto que ainda não fechei uma opinião e se nessa altura da minha vida não fechei é porque não vou fechar... rs

    Meu lado emocional diz que sou contra, meu racional diz que sou a favor e os dois ficam nessa batalha...

    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Alguns podem discordar, mas sou a favor do aborto quando a moça corre risco de vida ou é vítima de estupro...Imagina, voce tem o bebê e toda vez que olhar pra ele vai lembrar do estuprador e etc...é bem triste

    Boa sexta-feira
    ;*
    Marina

    ResponderExcluir
  4. Queria replicar o coment da Dama...achei até que já tinha comentado aqui nesse post.

    ResponderExcluir
  5. Na boa, eu sou um pouco radical em relação a este assunto. Sou totalmente contra o aborto (salvo nos casos de estupro ou que a mãe corra risco). Cara, com tantos métodos só engravida quem quer. Então, engravidou, agora assume a consequência.

    Acho que ao invés de o governo querer legalizar ou descriminalizar o aborto, deveria criar medidas de educação sexual, investir mais em cirurgias de vasectomia e ligadura de trompas nos hospitais públicos, distribuir mais pílular e camisinhas... Aí sim a galera passaria a ter menos filhos e com mais responsabilidade!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá rapariga, adorei o teu blog e já estou a seguir, sou de Lisboa portugal e tb tenho um blog, será que poderia me seguir também?

    www.makebafonica.blogspot.com

    Beijos

    ResponderExcluir

Opiniões diferentes serão respeitadas, apenas pedimos que sejam expostas com bom senso e respeito. Sente-se e não se esqueça de sua xícara de café. Desabafe conosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...