segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Dia do Sexo - Verdades e Mentiras sobre Sexo

No Brasil, há dia para comemorar tudo, ou quase tudo. Embora não seja uma data oficial, no dia 06 de setembro comemora-se o Dia do Sexo! O Dia do Sexo foi inventado em 2008, como resultado de uma ação de marketing da fabricante de preservativos Olla e da agência Age, com direito a promoções e até uma festa que foi chamada de Dia do Sexo Celebration no Beach Club Sirena, na praia de Maresias.

É hoje! Por isso, escolhi uma matéria sobre sexo para postar aqui no blog.  


Verdades e mentiras sobre sexo 
 
Sexo sempre foi rodeado por segredos e mistérios. Poucos eram os que se atreviam a comentar as peripécias realizadas entre quatro paredes. Com a revolução sexual, a forma de encarar o assunto mudou. O que por séculos foi reprimido, finalmente livrou-se de pudores. Mas apesar de desinibido, continua rodeado de tabus. Verdadeiras lendas assombram a cama de homens e mulheres. Alguns desses mitos foram inventados com o intuito de manter as pessoas sob controle e afastadas de seu desejo. Outros, por pura ignorância. Orgasmo vaginal? Ponto G? Ejaculação feminina? Confira abaixo esses e outros mitos:

A EJACULAÇÃO FEMININA - Já escutou falar em mulheres que ejaculam como homens, chegando a deixar o colchão encharcado? Acontece, só que não é ejaculação. A educadora sexual Laura Muller diferencia: “Mulheres não têm estruturas anatômicas que possam levar à ejaculação. O que ocorre é o seguinte: quando ela entra no período de excitação, o corpo produz um líquido lubrificante. Em algumas mulheres, este líquido é produzido em grande quantidade. Durante as contrações musculares provocadas pelo orgasmo, este lubrificante pode acabar sendo expelido, bem na hora do clímax”. Daí a confusão toda.


ORGASMOS MÚLTIPLOS - Como se não bastasse ter o orgasmo cobrado pelo parceiro, ainda aparece essa história de orgasmo múltiplo. Sim, ele existe, mas mesmo quem já o experimentou garante que foi uma vez ou outra na vida. “Como conseguir, se elas nem sabem o que é isso? Algumas passaram a vida reprimindo a sexualidade, e agora o orgasmo é encarado como algo obrigatório. Coitadas das mulheres!”, lamenta Dr. Amaury. A educadora sexual Laura Muller, autora do livro “500 perguntas sobre sexo (Ed. Objetiva), explica: “A maioria das mulheres só atinge o clímax uma vez por relação. Outras apresentam características diferentes, como vários orgasmos seguidos, porém menos intensos”. Portanto, relaxe e goze. O que vier além é lucro.


MASTURBAR-SE FAZ MAL À SAÚDE? - Este é um dos mitos mais maldosos. Em plena época de explosão hormonal, os adolescentes evitam masturbar-se com medo de que coisas terríveis aconteçam a eles. Nada disso! Masturbação não faz crescer pelo nas mãos, não provoca pedras nos mamilos, não enfraquece, dá espinhas ou adoece. Laura Muller explica: “Esse mito faz parte de uma educação sexual repressora que foi difundida no século XVIII. Em 1758, um médico europeu renomado, o Dr. Tissot, lançou obras pregando os malefícios da masturbação. O médico dizia que as pessoas adoeciam, ficavam malucas e poderiam chegar à morte. Hoje, os estudiosos são unânimes em afirmar que masturbação, além de não fazer mal à saúde, ajuda a perceber melhor o próprio corpo, e a descobrir o caminho para o orgasmo e o prazer”


O HOMEM É O RESPONSÁVEL PELO PRAZER DA MULHER - Tudo bem que existem homens pouco talentosos por aí, mas Dr. Amaury é enfático. “Salvo em casos de ejaculação precoce, ele não tem nenhuma responsabilidade pelo prazer de ninguém. Cada um de nós nasce com sua própria libido. A sociedade trata de estimular ou reprimir. O sexo tem de ser egoísta. Cada um cuida de si e busca o seu prazer”, afirma. Da próxima vez, antes de reclamar, garanta a sua felicidade antes que ele caia no sono.

 
MENSTRUAÇÃO E SEXO - Até hoje mulheres abrem mão do prazer nesses dias. Os homens também não costumam gostar do excesso de sangue, que consideram nojento. Tudo bem que provoca uma carnificina na cama, mas tirando a trabalheira de limpar tudo, não há contra-indicação. Afinal, de onde surgiu essa lenda, Dr. Amaury? “Foi entre os judeus, que diziam que a mulher menstruada era impura, não podendo nem apertar a mão dos homens. Elas deveriam se purificar com banhos até que a menstruação cessasse. Sexo então, nem pensar! A explicação é simples. Dentre as culturas antigas, o judeu foi o único povo que não desapareceu. Isso porque a proibição do contato entre homem e mulher durante o período menstrual tornava estratégico o sexo durante a ovulação”, explica. Não entendeu? Basta fazer as contas! “Do primeiro ao último dia da menstruação são em média seis dias. Até que ela esteja “bem limpa”, mais uns três dias. Quando finalmente o homem não agüentasse mais, a mulher já estaria em seu período fértil. E aí, adivinha! Lá vinha um filho”, conta o sexólogo. “Ter ou não relações neste período vai depender do gosto, do prazer e do tesão de cada um”.


ORGASMO VAGINAL - Mesmo sem conseguir, muitas mulheres acreditam que precisam atingir o orgasmo através da penetração. Procuramos o terapeuta sexual Amaury Mendes Júnior, membro da comissão de estudos em terapia sexual do ISEXP, para esclarecer de onde surgiu a lenda. \"Freud dizia que a mulher madura deveria ter orgasmos vaginais - atingidos através da penetração –, e que as imaturas teriam o clitoriano. Isso pirou a cabeça das mulheres, terminando com muitos relacionamentos. Elas eram cobradas pelos maridos, que achavam que não lhes davam prazer suficiente. Hoje sabemos que o prazer é um só, não importa de onde venha. Pode ser dos seios, das pernas, do clitóris ou de qualquer outra parte do corpo. O importante é que venha. O clitóris é apenas o detonador de tudo. O mito do orgasmo vaginal ainda hoje traz clientes chorosas ao consultório\", explica. Maldito Freud!


 O PONTO G - Este é um dos maiores mistérios do corpo humano e motivo de controvérsias entre médicos. A ginecologista Ângela Magalhães, autora do livro “Sexo sem medo” (Ed. Brasport) explica: “Anatomicamente, o ponto G não existe. Mas o que se pode concluir, por tudo o que já se falou e se escreveu, é que ele esteja localizado no terço inicial da vagina, na sua parede anterior. O massageamento desse local aumenta intensivamente o desejo e as sensações sexuais”. Real ou imaginário, as formas de se ter prazer são muitas. Portanto, deixe o ponto G em paz e procure o que lhe faz feliz.


7 comentários:

  1. Dia do sexo? Caraca, vou sair para comemorar..rsrs

    Algumas coisas do texto concordo, outras não! (Isso não é Novidade né?)

    Mais já vi mulher "Ejaculando", Já localizei e achei o tal Ponto G, vi como funciona (Tudo pelo bem da Ciencia).

    Recomendo assistirem o Filme "Tudo sobre o Ponto G" facil de achar eem Emule, e etc...

    Mas Dia do sexo.. Acho isso demais... Deveria ter o dia sem SEXO, quem sabe as pessoas fazem menos Filhos..rsrs

    Mas, Otimo Texto Ka, gosto de ler o que escreve.

    ResponderExcluir
  2. Data super sugestiva: 6/9 = 69 ^^

    huahuahua

    “Cada um de nós nasce com sua própria libido. A sociedade trata de estimular ou reprimir. O sexo tem de ser egoísta. Cada um cuida de si e busca o seu prazer.”

    Concordo. Eu acho que esse mito de que o homem é responsável pelo prazer da mulher deve ter sido criado por algum homem bem machista e totalmente fora de moda nos dias atuais... kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Beijos...

    ResponderExcluir
  3. Concordoooo com você Vera!!!
    É bem isso que penso também, nada de ficar culpando ou pressionando o outro, o que se pode fazer é ajudar a estimular.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Acho que nao tem coisa melhor que fazer um amor bem gostoso !
    Passou o dia do sexo, sem fazer que droga mais ....era i dia do aniversario da sogra ne aiiii e mancada !!!!
    xDDDDDDDDDD

    ResponderExcluir
  5. Eu nem sabia que existia esse dia, rs.
    Muito bom seu blog.
    abraços, seguindo

    ResponderExcluir
  6. O bom msm no dia do sexo é fazer sexo..Mas isso não é pra mim..Seca total..HA HA!

    ResponderExcluir
  7. Ahahahah...só por Deus é dia do sexo, dia do lavador de vidro, dia da toalha!
    Fala sério, só não existi um dia de trabalho para políticos no Brasil. Se existisse eu ficaria muito feliz, já que todo mundo curte fazer no dia o que ele, sugere como tema!

    Muito bom o post, e referente aos mitos e verdades, acho que cabe a cada um tentar se amar em primeiro lugar. Só pensar no "ponto G", nos orgasmos e os caramba, não traz felicidade em momento algum.
    Já tentaram imaginar uma pessoa assim na cama? Deve ser tipo : "Ai, vai, vai, vai eu preciso gozar...Puta merda que vc tá fazendo? Tava quase lá"
    E por aí vai, o clima fica pessímo e toda a emoção de sentir aquele prazer todo acaba depois que ela decide fazer a ceninha ahahah
    Bem é isso, curtir não é preocupação é satisfação pessoal.

    Beijos

    ResponderExcluir

Opiniões diferentes serão respeitadas, apenas pedimos que sejam expostas com bom senso e respeito. Sente-se e não se esqueça de sua xícara de café. Desabafe conosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...